15 novembro 2012

Lugares! Correr mundos é uma marca atávica que carrego em minhas veias. Ultrapassando fronteiras, traço uma minuciosa busca que me conduzirá por um país desconhecido. Descubro pequeninos detalhes no traçado de sua geografia: texturas, formas, linhas e cores. Procuro sentir a atmosfera do lugar, deixando-me impressionar pela infinidade de suas essências, cheiros e sabores. Sigo passo a passo, vagarosamente. Percorro ruas e largos. Vou por um atalho e cruzo todos os caminhos possíveis. Entro nos bares, tomo um café e observo as pessoas. Sinto o ritmo das coisas e o pulsar da vida. Assim, meu trajeto já não é mais tão estrangeiro. Por alguns dias, prossigo minha jornada e coleciono experiências. Guardo-as, cuidadosamente, em meu alforje. Viajar é um encontro, uma experiência e uma aprendizagem. O mundo é tão vasto e há uma diversidade muito grande de culturas para conhecer. Ao voltar de minhas odisséias, já não sou a mesma pessoa, pois novas imagens passarão a povoar minha vida. Então contarei coisas, como se tivesse acabado de ler um romance. Contudo, se não valorizo o país em que nasci, jamais estarei apta para ver outros mundos. O espaço que me cerca é um lugar não muito longe, mas... singularmente belo. 




19 comentários:

Mariana disse...

Vizinha, se eu te falar que você falou em um texto extremamente lindo e poético o que escrevi em poucas palavras em um post sobre minha Lua de Mel hoje no blog (para postar nos próximos dias) você não acredita! Rs... Vou até citar esse seu post, pode? Porque nunca conseguiria escrever como você. Rs... Só queria saber da onde você tira essas inspirações, sou sua fã! De verdade. Beijos! AMEI, meu preferido até agora!

Maria Luiza disse...

Ila, que texto lindo! E aí, já resolveu escrever isso tudo num livro? Que bacana ficaria com as imagens tão maravilhosas que vc habilmente capta! Um grande abraço!

Mariana disse...

Concordo com a Maria Luiza, sério... Pense nisso. EU compraria! Rs...

Ilaine disse...

Meninas! Isto é muito bom de se ler... Estou de felicidade aqui sonhando!

Beijo

Cheiro de Vanilla disse...

Ah que lindo, eh pura verdade, se vc nao se valorizar nunca sabera explorar o novo e diferente.
Bjs.....

coresdocaminho - Alice disse...

Oi Ila, que delicia de texto. Sair por ai conhecer outros cantos, nos encantar, sem desprezar o nosso cantinho, nossa essencia.
Bjks e otimo feriado pra ti flor.

Fê Dutra disse...

Sabe qual é o nome disso? Sensibilidade.
Siga enfrente com seus desejos, que tudo dará certo. Esse é meu mantra da felicidade.
Sucesso, aqui ou acolá!!!
Beijo grande
Fernanda Dutra

✿ chica disse...

Maravilha de visão ...Viajar, voar por todos os cantos e saber ver as diferenças, mas adaptando-se ao lugar escolhido para viver... Lindo sempre! beijos,chica

Teresa disse...

Me fez lembrar Michel de Montaigne que dizia:

"Costumo responder, normalmente, a quem me pergunta a razão das minhas viagens: que sei muito bem daquilo que fujo, e não aquilo que procuro."

Que bom que você se vai encontrando, em casa, fora, em si mesma...

Cida Alves disse...

Que coisa mais linda Ila!!
Você é de uma sensibilidade que nos emociona, delicadeza em pessoa!
Amo!!
Você é sensacional!!
Parabéns! As fotos, o texto nos mostra um pouquinho do teu interior, com certeza!!
Beijos minha linda e feliz dia, feliz final de semana!!
Adorei sua visita! !!

Andréa Cabral de Oliveira disse...

Olá querida,
Muito bacana seu olhar pelos lugares que visita.
Acho muito legal conhecer os lugares dessa forma, não só os pontos famosos.
Beijo grande e bom feriado.
Andréa Cabral

Myrian disse...

Ila querida,
Você é mesmo uma pessoa muito especial!
É a sua sensibilidade, seu sentimento e olhar de artista que fazem você captar a diversidade e dela fazer a essência do seu viver.
O melhor de tudo isso é que você nos leva junto na sua viagem.
Sempre agradecida.
Beijo carinhoso.

Eva disse...

Uma vez me disseram que não adianta viajar se não tiver cultura, eu acredito que não adianta viajar se não reconhecer o que vê, você passa pelos lugares, guardando-os nas fotos, nas veias e assim você cresce e ricamente cultiva pérolas como uma ostra que não importam as vivências e sim o resultado brilhante que se faz pelo caminho por uma interpretação própria de que tudo é importante e belo, ao menos nos fixaremos nisso, essa é mensagem que escuto aqui, te admiro muito, escrever é uma das pérolas que vc produz pela vida. bjos.

Vera "entrelinhas" disse...

Olá querida...
Passando pra te convidar para do sorteio do meu blog...Passa lá...

Beijinhos,
Vera

Carla Maciel disse...

Que lindas palavras Ila!!! Concordo com você, adoro viajar e curtir cada pequena experiência de novos lugares, principalmente andar à noite, sentir o cheiro das rusa de cada cidade, perceber o movimento das pessoas dentro das casas... sentar em um banco de praça ou em uma calçada e simplesmente ver as pessoas andarem na rua... e da mesma forma adoro ver as pessoas andarem na rua sob a minha janela. Grande abraço!!!

PS.: Já está participando do sorteio no blog? Inscrições até 28/11!!!
http://www.arquitrecos.com/2012/11/sorteio-de-1000-seguidores-arquitrecos.html

Tatiana um simples vaso disse...

Que texto lindo Ila, viajei contigo através dele!
A sensibilidade e o sentimento que você transmite através de palavras e imagens me emociona cada vez que passo por aqui.

Beijinhos querida!

mel e jasmim disse...

Olá minha querida,
ficamos sempre enternecidas com a sua escrita! Que beleza!
Obrigada pela presença constante em nossas vidas. É uma honra para nós .
Muitos beijinhos.
mel e jasmim

Beth/Lilás disse...

Que delícia de texto, fluido e envolvente!
Penso o mesmo que você, pois todos os lugares são belos, desde que tenhamos olhos para ver a beleza que há em cada um.
um beijo carioca


Toninhobira disse...

Seu texto depoimento é fantastico, que deveria ser lido muita gente,que sabe do proprio país e sai pelo mundo cantando as belezas sem ver um palmo á sua frente,do que de mais belo tem. É preciso sensibilidade e vejo que voce lança toda a sua nas imagens.Elas são tocaveis Ilaine e portanto carregam vidas e vidas sempre inspiram.
Como não se aplaude obra de arte,fico aqui observando, olhando e já sonhando um poema.
Que lindo!