23 abril 2015

Quando as árvores estão em flor

Reencontro minhas árvores e a parte de mim que nelas ficou. 
Descubro que a saudade, adormecida-acordada, 
é maior do que eu calculava, bem maior do que eu supunha. 
Então (eu poderia jurar!) é como se elas por mim tivessem esperado, 
como se soubessem de minhas demoras; 
como se tivessem percebido minha ausência.  

Imagens: ontem, em meu quarteirão, que 
tem um nome, do qual gosto muito:
o quarteirão dos Compositores



5 comentários:

Maria Glazacheva disse...

Oh qu'elles jolie foto !! Magnifique travail

Bonne fin de semaine
xxx Maria xxx

Patricia Merella disse...

Minha querida,que reecontro feliz!
Este quarteirão recebeu mas uma poeta para condizer com o nome,uma dia feliz para ti,beijinhos

Kátia Brito disse...

Ila querida!
Um espetáculo que acarinha a alma,o coração, os olhos...Que felicidade ter esse reencontro! Quanto ao nome do quarteirão, lindo, não poderias estar mais bem instalada. ..Beijinhos e um dia muito mais feliz, Katia.

Tante Mali disse...

Fantastic pictures als always!!! White clouds! Great
All my best and happy spring
Elisabeth

Sissym Mascarenhas disse...



Ila,

Exuberancia delicada. Fico pensando que talvez sejam flores levemente perfumadas.

Bom domingo.