15 junho 2015

Rouge cardinal

No meio dos arbustos nasceu uma planta. Enroscava-se nos pequenos ramos, aprontando a maior orgia. Dava para ver seus fios, com os quais se segurava e se prendia. Olhando mais de perto, pude ver que em cima de suas folhas havia pequenas nervuras - um pouco mais escuras. Era uma trepadeira. Mas seria flor ou uma espécie de erva? Cuidei-a. A planta, ali no canteiro dos arbustos, nascera sem ser por mim semeada ou plantada. Viera repentinamente. Quando a vi já estava metendo seu nariz por cima das outras folhas. Crescia e vicejava. Eu a regava sempre, todos os dias. E então, a surpresa: haviam crescido botões: um, dois, três... Muitos! Depois de uma longa gestação, os botões abriram.

 No meio dos arbustos nasceu uma planta: uma clematis, de cor roxa, com pétalas aveludadas. Era linda, como o seu nome. Flora. Flor. Rouge Cardinal. 









4 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo acompanhar desde a folia do namoro, até a gestação dessa linda flor! Beleza de fotos e texto! Linda semana!bjs, chica

O meu pensamento viaja disse...

Ila, acontece recebermos esses presentes da natureza!
A sua empolgação é também minha.
Beijo

Sílvia Rosa disse...

Doce Ila,
seu castelo está cada vez mais encantador... te acompanho pelo facebook sempre, mas estava com saudades desse cantinho....
Grande abraço.

pensandoemfamilia disse...

Que linda descrição deste nascer e florescer. Lindas fotos. bjs