12 outubro 2015

Tempo

A essência do tempo está na capacidade de viver em plenitude os momentos de ventura e êxito que nos são concedidos, descartando tristezas e agonias; assim como o relógio solar, que tão somente marca as horas à luz do sol, inexistindo na sombra e nos tempos de céu encoberto. É necessário que determinemos o ritmo resplandecente de nossos espaços temporários, tornando nossa passagem eterna e luminosa, como se fossem horas estreladas.


8 comentários:

Élys disse...

Creio que assim deve ser.
Um abraço. Élys.

Sissym Mascarenhas disse...



Ila,

Perfeito.

O meu pensamento viaja disse...

Ila querida, li há pouco que o tempo não existe. O que existe é o "agora". Esse sim é o nosso único capital que devemos usufruir plenamente.

P. S. Tenho uma pequena coleção de relógios de bolso, um luxo, face aos modernismos atuais.

Tenha um Agora feliz!
Beijo da Nina

Maria Luiza disse...

Que na sua passagem haja muito esplendor! Beijo!

Poções de Arte disse...

Gostei da comparação com o relógio solar, perfeito!
Abraços e ótimo dia.
Márcia.

Andréia Regina Sarmento disse...

Oi, Ilaine,

Seu post me fez lembrar uma música que amo: Oração ao tempo de Caetano Veloso.

"És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo, tempo, tempo, tempo
Vou te fazer um pedido
Tempo, tempo, tempo, tempo

Compositor de destinos
Tambor de todos os ritmos
Tempo, tempo, tempo, tempo
Entro num acordo contigo
Tempo, tempo, tempo, tempo"

Essa canção ficou belíssima na voz de Maria Gadú!

Um abraço,]

Andréia

Regina Melo-Jocknevich disse...

Boa tarde Ila.

Tenho pensado muito sobre isso sabia, creio que muito se deve a perda de minha irmã no ano passado. Tenho sentido a necessidade, mais do que nunca, de viver o momento, afinal tudo é temporario, não é mesmo?

Toninho disse...

Uma bonita e perfeita analogia Ila, cumpre viver bem este intervalo que temos, espalhando amor e compreensão, aprender, ensinar e aprender sempre.
No fim temos que entender e bem nossa passagem, nossa missão nobre.
Abraços