06 abril 2018

Aurora

... era como se a primavera lhe pertencesse, 
como se quisesse esposá-la, 
 como se a luz fosse sua, 
como se tivesse que realizar um ritual. 
 Saudava-a, acolhia-a, hospedava-a. 
 Talvez ela temia que a aurora fosse embora, que se retirasse, 
que levasse todas as fitas coloridas, que nos abandonasse e se despedisse.   
Maia renovava sua alma com a vinda da primavera. 
Amava-a com todas as suas forças. 










10 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Que maravilha estas fotografias, são de uma grande beleza.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Cherry disse...

Que texto bonito, acompanhado com fotos igualmente bonitas :).
Beijinhos
Blog: Life of Cherry

Maria Rodrigues disse...

E como é bela a primavera.
Maravilhosas fotografias.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Sissym Mascarenhas disse...

Encantador!
Primavera é o renascimento, a explosão da vida, bela e delicada.
Bj

Toninho disse...

Oi Ila, que show de apresentação desta exuberante Primavera, que encanta que embeveceu Maia e a todos os sensíveis.
Grato pela partilha tão linda.
Bom domingo de uma feliz semana com mais belos olhares.
Bjs de paz amiga.
Estes sininhos brancos são lindo demais, lembro que já os poetizei daqui de sua bela página.

Élys disse...

A Primavera tem o dom de fazer nossos corações pulsar mais forte.
Linda poesia!
Tenha uma bela semana.
Élys.

Maria Luiza disse...

Ila, é de perder o fôlego sua expressão escrita e visual. Amei de paixão tudo;seu olhar, as cores, as palavras. Varreram minha alma como a brisa suave, refrescante. Demais! Beijos!

Ana Ribeiro disse...

Cada post um poema, seja nas palavras, seja nas imagens. Lindo.

Maria Rodrigues disse...

Passando para desejar um bom domingo e uma excelente semana
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Patricia Merella disse...

E eu sempre emociono, com a grandeza da tua sensibilidade! Minha poeta preferida! Beijinhos