20 maio 2014

Este vento nórdico que ora sopra... desperta lembranças. 
Ele move moinhos, desalinha os cabelos e dispersa o pólen. 
Estremece a flor, enche o mar de ondas e levanta poeira. 
Vento que vem e que passa, que veleja o barco, 
que espalha perfumes e que traz a chuva. 
É invisível, mas palpável, feito um toque afetuoso. 
Sinto - o, é marcante como uma injúria
e castiga como um abandono. 
E se o vento fosse azul, verde ou branco? 
Mas não tem cor, nem brilho, nem sombra. 
É liso e bordeja o sentimento. 
Vento que tem força, assobia, quebra o silêncio e perturba o sossego.
 Não é brisa , qual nada... rastilha e desfolha todo dia. 
Espaneja felicidade e devassa melancolia. 
Ah, que vento... um imenso tudo. 
Sopra e açoita.









6 comentários:

Rosa Baptista disse...

Querida Ilaine, suas fotos são assombrosas.A mistura das cores, das flores, até a escolha da flor tipo algodão que mefaz lembrar a minha infância quando soprava nela. Simplesmente delicioso
Beijos
Rosa Maria :)

Malú Holzmüller disse...

E quando o sol aparece,as cores festejam em formas diferenciadas.Lindas imagens.Bjs

Giancarlo disse...

Buona giornata :-)))

O meu pensamento viaja disse...

Ila, querida, visitar o teu blog é terapia pura, que a beleza cura o corpo e o espírito!
Obrigada pelo teu comentário. It means a lot to me!

Beijinhos

Vieira Calado disse...

Lindas as flores e as fotografias!
Saudações poéticas!

AUDENI OU Dona Mocinha disse...

Oi Ila, tudo bom?

Fotos lindas de lugares igualmente lindos, PARABÉNS!

Apesar de passar aqui pouco, por falta de tempo, não perco uma postagem, acompanho também via e-mail e fico encantada com tuas fotos, além da qualidade a sensibilidade.


Beijos e ótima semana a vc. e família


Audeni